energéticos melhoram o desempenho dos esportistas

Bebidas energéticas melhoram o desempenho no treino

Estudo recente realizado pela Universidade de Madrid em parceria com a Universidade Estadual de Londrina comprova que o consumo de bebidas energéticas aumenta o desempenho dos atletas. A pesquisa, publicada no European Journal of Nutrition, foi uma revisão de mais de 1005 artigos científicos relacionados ao assunto e confirma que os esportistas tiveram um ganho tanto na força muscular quanto em resistência em esportes como endurance.

Segundo a nutricionista Tayana Dall’Agnol, da Clínica BeNutry, em São Paulo (SP), esses resultados estão associados, principalmente, às ações fisiológicas relacionadas à cafeína, taurina e vitaminas do complexo B que estão na fórmula desse produto.

A cafeína age no sistema nervoso e aumenta o estado de alerta, assim adia a fadiga e influenciar na percepção de esforço. “Já a taurina tem ação detoxificante e auxilia o fígado na eliminação de substâncias tóxicas — aditivos, adoçantes, corantes, agrotóxicos, hormônios — que nos deixa cansados quando estão em excesso. Portanto, ao eliminá-las, os processos metabólicos passam a funcionar adequadamente”, explica a nutricionista. Além disso, por se tratar de um aminoácido, a taurina facilita a liberação de cálcio que age na contração muscular, importante para a performance no exercício.

As vitaminas do complexo B, que boa parte dos energéticos possuem, também têm função. “Elas transformam os nutrientes que consumimos em energia.”

Por isso, a bebida energética ideal é aquela que une esses três componentes: cafeína, taurina e vitaminas do complexo B, segundo Tatyana. Que tal dar uma conferida no rótulo antes de comprar?

 

LEIA TAMBÉM:
Dupla antigordura: café com óleo de coco
Novas barras de proteína deliciosas
Conheça os tipos de whey protein

Energéticos na quantidade certa

Para obter esse resultado na atividade física, a nutricionista Tatyana recomenda consumir uma lata de energético de 30 a 60 minutos antes do treino. “O pico de ação das substâncias acontece uma hora após o consumo, ou seja, é o melhor momento para aproveitar seus benefícios”, esclarece. No entanto, ela ainda indica uma segunda dose durante a prática do exercício, se necessário. “Mas o ideal é que seja diluída em água para que a proporção e a absorção de carboidrato fique mais adequada”, orienta.

Outra opção é consumir a segunda dose do energético depois do treino para recuperar as vitaminas do complexo B e taurina que foram perdidas pelo músculo, além do carboidrato. “O consumo pode ser frequente, no entanto, o corpo vai se acostumando à dose de cafeína e a resposta acaba sendo menor. Mas, basta dar o intervalo de 48 horas sem a substância para o organismo sentir o mesmo efeito”, diz Tatyana, que finaliza: “apenas evite consumir energéticos após às 16h, caso contrário, poderá atrapalhar no sono”.
Foto: Depositphotos

 

 

 

 

Gostou? Pode compartilhar!Share on FacebookTweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *