Shield MLDA protege a pele da luz das telas

Novo ativo Shield MLDA protege a pele da luz das telas

Você sabia que a luz azul, aquela que é emitida pelas telas dos computadores, celulares e televisões também envelhece e causa manchas na pele? E que mesmo o protetor solar comum, que barra os raios UVA e UVB, não é eficaz para evitar os efeitos nocivos dessa luz visível?

“Ela estimula a produção de muitos radicais livres na pele, que além de envelhecer, desencadeia a produção de melanina causadoras das manchas quando estão de forma desordenada”, confirma a famacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos, Mika Yamaguchi, que alerta que estamos cada vez mais expostos à luz visível sem a proteção necessária.

A boa notícia é que acaba de chegar ao mercado um novo ativo capaz de bloquear a ação nociva da luz visível, o Shield MLDA. “Ele é extraído do café verde torrado, obtendo como resultado a malanoidina — um super peptídeo que absorve toda a luz azul, neutralizando os efeitos dela”, explica Mika.

Encontrado em farmácias de manipulação, o ativo pode ser formulado em forma de creme facial para ser aplicado sozinho no rosto, caso a pessoa fique muito tempo dentro do escritório, ou antes do protetor solar. Dessa maneira, a pele ficará protegida de todos os raios danosos à pele.

Ele ainda pode ser combinado com outros ativos, como o Alistin, um potente antioxidante, protetor  das fibras da derme e do DNA. E o OTZ 10, outro ingrediente que elimina os radicais livres produzidos pelos raios UVs, Infravermelho e luz visível.

 

Foto: Depositphotos

Gostou? Pode compartilhar!Share on FacebookTweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *