Minha primeira maratona

Minha primeira maratona
Avalie o nosso post!

Nathália Soares, 30 anos, colocou como meta sair das provas menores e correr uma maratona de verdade. Aqui ela conta o que fez para chegar lá!

 

“Comecei a correr em janeiro de 2012 porque queria emagrecer. Comecei na esteira da academia e, depois de quatro meses, fiz minha primeira corrida de rua. No início, eram provas de curta distância, de 5 km ou 10 km. Então, peguei gosto pelo esporte, e comecei a me desafiar e, aos poucos, aumentava a distância.

 

Maratona, eu quero!

Foi depois de assistir a uma maratona, em junho de 2015, no Rio de Janeiro, que decidi correr uma prova de 42 km de percurso. Estava na chegada esperando minha amiga Luna Belbert que fazia sua primeira prova do tipo e fiquei mais de uma hora vendo toda aquela energia e emoção dos corredores na chegada. Aquilo me contagiou!

Naquele mesmo dia, eu tinha corrido a minha terceira meia maratona (21 km) e senti que precisava passar por essa experiência também. Então, tracei esse objetivo na minha vida.

 

Muito suor e dedicacão

Comecei meus treinos em janeiro de 2016. A prova seria em 29 de maio e tive tempo suficiente para me preparar, já que eu já tinha um histórico na corrida até ali.

Foram quatro meses focados no preparo da maratona. Procurei um nutricionista, um fisioterapeuta e um treinador. Em dezembro de 2015, fizemos uma reunião para traçar nossas estratégias e logo começamos a colocá-las em prática.

A nutricionista equilibrou minha alimentação e suplementação de acordo com os treinos. O fisioterapeuta me ajudava com a parte de recuperação e prevenção. E também comecei a treinar com esse foco.

 

Passo a passo

Os treinos de corrida são divididos por etapas até que começam aumentar a quilometragem. Na época da maratona, eu treinava quatro vezes na semana com o objetivo de alcançar até 32 km antes da prova.

Durante toda a preparação para a maratona, tinha certeza que ia conseguir correr a prova inteira. Eu só precisava confiar mais em mim e na minha resistência. Quando começa a correr 26, 28, 30 e os 32 km, você ganha uma garra que faz ter certeza que tudo dará certo.

No dia em que corri 32 km em um dos treinos, sentia que tudo sairia perfeito. Estava bem, não tive lesões e nenhuma preocupação. Minha recuperação pós-corrida estava perfeita. Acho que o mais difícil de tudo isso é controlar a ansiedade.

 

Nathalia_soares_Maratona_2Sentindo na pele

Participei da Maratona Internacional da Cidade do Rio de Janeiro, no dia 29 de maio. Durante o percurso, passa tanta coisa na sua cabeça que você até duvida… é muito legal e interessante ao mesmo tempo! São sentimentos e sensações diferentes. Tem hora que você está muito feliz, mas em outras bate o cansaço e você fica um pouco desanimada querendo parar. Mas quando vê aquela torcida e lembra de todos os treinos, ganha um novo gás e continua.

Desde o início me programei para correr os 42 km. E, apesar de ter uma meta de tempo, não consegui atingi-la. De qualquer forma, fiquei muito feliz e orgulhosa com o meu tempo e com as condições que terminei a prova. Muitos corredores desistem, tem cãibra, passam mal e sofrem demais com o calor do Rio de Janeiro. Terminei a prova sorrindo! Estava muito feliz!

Percebi que sou ainda mais forte do que eu pensava e que sou capaz de controlar meu pensamentos negativos com foco e persistência.

Para quem quiser também se desafiar e ter o objetivo de cumprir uma maratona, aqui estão minhas dicas:

• Não tenha pressa de fazer uma maratona.
O mais importante é você já correr muito antes e deixar seu corpo se acostumar com esse esporte.

 • Escolha uma prova legal e importante para se manter focada e empolgada. Além disso, leia e estude a prova, como a temperatura, as dificuldades e a época da prova.

• Não faça nada sozinha. Procure ajuda de pessoas especializadas — treinador, nutricionista e fisioterapeuta. Pequenos detalhes fazem toda a diferença!”

 

Nathália é autora do blog noritmodela.com

 

Fotos: Arquivo pessoal

 

 

Gostou? Pode compartilhar!Share on FacebookTweet about this on Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *